Alugar um imóvel para temporada já é comum entre os brasileiros que desejam ficar poucos dias em regiões de praia, rios e chácaras para descansar nos feriados e fins de semana. Essa é uma excelente opção para quem viaja em um grupo de amigos ou com a família, visto que costuma ser mais barato do que a estadia em hotéis.

Entretanto, é preciso tomar alguns cuidados para garantir uma viagem feliz e sem surpresas. Confira algumas dicas:

Escolha um corretor de confiança ou alugue direto com o proprietário

Se a transação for mediada por um corretor de imóveis, verifique se o mesmo possui o número de registro no Conselho Nacional de Corretores de Imóveis (CRECI). Quando o aluguel é feito direto com o proprietário, você pode fazer uma pesquisa nos dados pessoais para saber se não há algum processo em desfavor do locador.

Pesquise bastante

Busque referências com amigos ou nos comentários da internet de outros clientes que já se hospedaram no local. Também é importante checar algumas características do imóvel e regras de uso indicadas na oferta.

Se o imóvel é parte de um condomínio com piscina e outras opções de lazer, pergunte se você pode utilizá-las. Alguns condomínios só permitem o uso pelo dono do apartamento, e alguns proprietários omitem essa informação na hora de alugar o imóvel para temporada.

Peça fotos recentes

Quando fazer uma visita para conhecer o imóvel não é possível, a melhor opção é solicitar imagens recentes ao proprietário. Faça uma busca para ter certeza que as fotos não são de outros imóveis anunciados na internet e tome cuidado com fotos antigas.

Verifique a localização do imóvel

Coloque o endereço no Google Maps ou alguma ferramenta parecida, e veja a distância do local até os pontos que você irá visitar. Procure saber como são as condições de acesso ao imóvel, a infraestrutura – se há supermercados, comércios, farmácias próximas – e as condições de segurança da região.

Faça uma vistoria detalhada

Assim que chegar, faça uma inspeção junto ao proprietário ou representante para verificar se tudo está de acordo com o designado no contrato. Caso haja algum dano, faça uma anotação e se possível fotografe para que não tenha que pagar indenização.

Como alguns imóveis ficam fechados por muito tempo, lembre-se de testar as torneiras, descargas, chuveiros, luzes e eletrodomésticos para ver se estão funcionando.

 Não esqueça do contrato

Mesmo que o aluguel para temporada seja um período curto, é importante elaborar um contrato detalhando as datas de entrada e saída, o valor, a forma de pagamento, local de retirada e entrega das chaves, etc. No caso de um contato direto com o proprietário, guarde também os e-mails trocados na negociação.

Fique atento às formas de pagamento

O pagamento do aluguel de um imóvel para temporada é livremente combinado entre proprietário e locatário.  Em geral, é pedida uma entrada no ato da contratação e a outra metade na entrega das chaves.

Se informe sobre a multa por desistência e as possíveis taxas – de limpeza, por exemplo – para não ter nenhuma surpresa desagradável.

Alguns proprietários também solicitam um cheque caução como garantia de bens, como móveis, eletrodomésticos e eletrônicos. O cheque é devolvido ao locatário na saída, após a verificação de que o local está em ordem.

Fonte: https://www.lopes.com.br

Conheça Imobiliárias, Pousadas, Hotéis e Hostels de confiança para alugar em Capitólio

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.